Jurídico da CBH ainda analisa carta de maio da FEI que pede nova eleição

Posted on

Setor que está com a pendência ainda não chegou a uma conclusão, diz assessoria

A CBH (Confederação Brasileira de Hipismo) segue sem se pronunciar publicamente sobre a carta do presidente da FEI (Federação Equestre Internacional), belga Ingmar de Vos, que, ainda em maio, pediu novas eleições na entidade brasileira.

Este BLOG vem fazendo seguidos pedidos de informação à CBH com o objetivo de atualizar a situação, que é de grande interesse do leitor e da classe hípica em geral.

Segundo a assessoria de imprensa da CBH, “referente à carta da FEI: continua em análise jurídica”. Não havia, de fato, até o momento desta publicação, em 11/6, qualquer menção à carta da FEI no site oficial da confederação.

Ocupante da cadeira de presidente da CBH em meio a uma disputa de liminares judicais durante todo o ano, Francisco José Mari permanece, portanto, de forma oficial, em silêncio a respeito do tema.

Por outro lado, a oposicionista Bárbara Elizabeth Laffranchi, que já defendia novas eleições, viu com “otimismo” o posicionamento do dirigente da entidade máxima do hipismo no mundo.

Relembre

A carta da FEI, enviada aos cabeças das duas chapas que buscam reconhecimento formal pelo comando da CBH, também sinaliza com o risco de suspensão da afiliada brasileira caso o impasse na disputa de poder não seja solucionado em definitivo.

Em sua mensagem, originalmente em inglês, Ingmar de Vos avalia acreditar que “a mais justa, respeitável e apreciada solução para a sua comunidade seria a celebração de uma nova eleição dentro dos próximos três meses”.

Ele acrescenta que “meu time ficará satisfeito em assistir vocês em todo o processo de novas eleições e o observará com imparcialidade”.

O dirigente ainda destaca que “o que vem ocorrendo está abalando a reputação do esporte equestre em nível mundial.

Na foto, Ingmar De Vos, Presidente da FEI.

Foto: Divulgação FEI / Edouard Curcho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *