Bárbara Laffranchi é eleita na CBH, mas sem posse imediata

Posted on

Com Bárbara Elizabeth Laffranchi na condição de presidente e Fernando Augusto Sperb, o Fêfo, como vice, a chapa “CBH Forte e Ativa” foi declarada vencedora de eleição na Confederação Brasileira de Hipismo em assembleia na tarde desta quarta-feira, 12/5, no Rio de Janeiro.

Os votos, contudo, fica agora sub judice por força de decisão, conhecida de última hora, do desembargador Cesar Cury – que anulou efeitos de liminar anterior, do juiz João Marcos de Castello Branco Fantinato, que abria caminho justamente para a realização da escolha de hoje.

Como os cargos de presidente e vice eram considerados vagos, coube ao presidente da Federação Paulista de Hipismo, José Vicente Marino, conduzir a assembleia, conforme previamente acordado.

Sandra Piva, representante da federação catarinense, ajudou a secretariar os trabalhos, iniciados às 14h.

Marino decidiu por manter o esperado curso da assembleia/eleição em respeito aos representantes mobilizados e ciente, conforme enfatizou aos presentes e à audiência virtual, de que o desfecho do processo eleitoral ficará condicionado à posterior apreciação do poder judiciário.

Bárbara: ‘Beleza da democracia’

Formalmente, o processo eleitoral foi o mesmo de 29 de janeiro – cujas duas assembleias acabaram anuladas por decisão judicial.

Todo o processo de questionamento tem origem no entendimento da oposição de que ocorreram irregularidades no pleito original – negadas

pela então comissão eleitoral da CBH.

Assim, as mesmas duas chapas tiveram seus nomes colocados em votação

nesta quarta: a situacionista “Hipismo para Todos” (Francisco José Mari,

o Kiko, e João Loyo Meira Lins) e “CBH Forte e Ativa” (Bárbara Elizabeth Laffranchi e Fernando Augusto Sperb, o Fêfo).

Bárbara acabou eleita com dez votos de federações e quatro de representantes de atletas. Houve quem participasse à distância (on-line). Nove federações ficaram ausentes da decisão, assim como três representantes de atletas.

Em pontos, a chapa “CBH Forte e Ativa” foi a ganhadora com a seguinte totalização: 2051,4284 contra 1620.5713 para as abstenções.

A assembleia foi transmitida ao vivo pelo canal de esporte equestre Horse Pix (horsepix.com.br).

“Esta é a beleza da democracia. A vontade da maioria”, pontuou Bárbara Laffranchi – cuja posse não ocorreu de forma imediata justamente por conta da decisão do desembargador.

Em outras palavras: novos capítulos sobre o comando da CBH para o quadriênio 2021-2024 ainda deverão ser conhecidos nas próximas horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *